O dia perfeito

janeiro 19, 2009

Quando o dia perfeito chegar
Não haverá mais lágrimas
Não haverá ranger de dentes

Quando este dia chegar
Olharei e entederei como
tudo me conduziu a esta perfeição
Entederei todas as suas ações
Todo o seu silêncio
E o porque das coisas tristes

E tudo que aconteceu antes,
será muito pequeno comparado
A tudo que ainda tem pra acontecer

Hoje ainda não é o dia perfeito
Por mais que o sol brilhe, e o ceú esteja azul
Sei que há muito o que fazer
Mas você me deu a esperança, me deu a paz
Pois eu sei que o dia perfeito chegará
E eu O verei face a face!

Neste dia todos se ajoelharão, todos clamarão
Diante de Ti.
E eu quero estar alva como a neve

E é na esperança deste dia
Que eu lhe entrego todos os dias
O dia todo
Que lhe entrego meu coração
meu falar
meu pensar

Um GRANDE silêncio,
varias reações diferentes diante deste silêncio,
frieza
silêncio também
dor
inquietação
revolta
lágrimas
contestações
quedas
vontade de cair mais
Mas, lembranças de que nem sempre foi silêncio
Lembranças de um viver cheio de graça e amor
Lembranças negras de como era a vida antes do Falar dEle…
Lembrança do perdão
Ah, o perdão…
Sim, há silêncio, mas nem sempre tudo foi silêncio…
Esta constatação traz outra reação perante o silêncio
Submissão, Obediência…
Tudo em memoria do que já foi!
Então, quando o silêncio já havia se tornado rotina
não uma rotina ruim, mas uma rotina boa!
Sim, buscar por quem Tu és, não pelo q podes fazer….
E no meio desta busca
A FONTE VOLTA A JORRAR !
Obrigada Papai!
Não esperava isto, mas veio
A Palavra salta das páginas
A todo instante a voz doce e suave fala ao coração!
O conhecer profundo de ti
Um coração mais quebrantado
Tantos erros apontados
Mas a certeza, de que você irá acabar a obra que começou em mim!
Sigo assim, com a convicção de que REALMENTE tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus