Graça

março 27, 2010

 Saiu uma coleção de clássicos da Abril, e comprei Crime e Castigo, de Fiodor Dostoiévski…, Ao chegar neste trecho, achei muita profundidade de graça, que as vezes nem encontro em literatura “cristã”…

“Todos serão julgados por Ele, os bons e os maus, os sábios e os humildes, e nos ouviremoso seu verbo:”Aproximai”. dirá Ele, “Aproximai também os bêbados, as criaturas fracas e modestas”. Avançaremos todos, sem temor, e pararemos diante d’Ele, que dirá:”Sois porcos, tendes a aparência de animal, trazeis a sua marca, mas vinde também”. Então, para Ele se voltarão os sensatos e os sábios e eles exclamarão:”Senhor, por que recebeis aqueles outros?”. E Ele lhes dirá: “Eu os recebo, ó sensatos, eu os recebos ó sábios, porque nenhum deles se julgou digno dessa graça”. E Ele nos estenderá seus braços divinos e nós nos precipitaremos para eles… E nos desfaremos em lágrimas. E compreenderemos tudo… Então, compreenderemos tudo… E todos compreenderão…Ekaterina Ivánovna também compreenderá… Senhor, que Teu reino não tarde mais!”

Anúncios